quinta-feira, 26 de abril de 2012

Dono de si e de nós...

Dizem que o tempo é o senhor da razão, né?
Então passa, tempo.
Quanto mais quero que o tempo passe, mais ele se prolonga...
Se espreguiça, boceja, olha pra mim, sorri e diz: "Eu que sei."
Quanto mais preciso de tempo, mais ele corre... se afasta, voa, passa por mim e diz: "Passei."
Assim, fico à disposição do tempo.Do seu ir e ficar. Passar e parar.
Meio na ansiosidade, meio no marasmo.
Acontece tanta coisa, tanta coisa ao mesmo tempo, que nada parece acontecer.
Aquele dia que quero é daqui a seis meses e não chega nunca. E aquele dia que eu queria esquecer ainda é.

Um comentário:

  1. Bem isso,tempo: dono de sí e de nós.
    Beijo

    ResponderExcluir

Reflete aí comigo vai...