sexta-feira, 8 de junho de 2012

Quero iniciar o post agradecendo ao Sidnir que me indicou o filme Poder além da vida... acabei de assisti-lo, aconchegada no frio curitibano e devo dizer que foi uma daquelas surpresas que te alegram e te dão um gás para repensar a vida e colocar, de novo, o trem da rotina nos trilhos...

Arrisco dizer que se eu o tivesse assistido, há alguns meses, quando mergulhei em uma crise existencial, muita dor e muitos neurônios teriam sido poupados...hehehe

O enredo mostra que o segredo está em jogarmos fora, limparmos a mente, de sentimentos e lembranças que não nos servem e focarmos naquilo que realmente importa. Isso tudo, ouvindo nossa intuição, porque é um fato real que o ser humano, voluntária ou involuntariamente, só pensa no próprio umbigo. "Ninguém quer que o outro encontre suas próprias respostas, querem que acredite na deles".

E tem gente que passa a vida acomodada nessa teoria, com os outros pensando por elas... Eu creio que até pouco tempo também me enquadrava nesse contexto, mas de um tempo para cá venho travando uma luta diária para me impor...é uma guerra dolorida, exige coragem e não há como voltar atrás...

Ainda tenho muito chão para compreender que a felicidade está na jornada e não no destinho...ainda preciso relaxar muito para curtir e valorizar o "agora", além de incorporar ao meu cotidiano as três regras: Paradoxo, Humor e Mudança.
Paradoxo: A vida é um mistério, não desperdice seu tempo tentando entender.
Humor: Mantenha seu senso de humor, especialmente com relação a você mesmo. É a força além de todas as medidas. 
Mudança: Nada permanece imutável.

Enfim, filme para ver, rever e recomendar...link para vê-lo no Youtube  AQUI

Se você estiver insensível à mensagem, com certeza precisa de um bom analista...hehehe.... se gostar demais tenha cuidado, pois revoluções não acontecem com um filme, livro ou final de semana... Demanda tempo. O certo mesmo, é persistir e insistir no processo de se autoconhecer e respeitar-se...

5 comentários:

  1. Renato Fieldmann8 de junho de 2012 18:21

    Bela pedida para o fim de semana, Silvinha. Vou ver se consigo assistir tbm. Mas e aí, moça... como está a folga?

    Beijo.

    ResponderExcluir
  2. Cristiano Moraes8 de junho de 2012 18:24

    Com sua narrativa o filme me pareceu ótimo,fiquei com vontade de assisti-lo. Se bem, que não curto esse lance de auto ajuda. Mas quem sabe...

    Bom fim de semana Silvia.

    ResponderExcluir
  3. Renatinho, meu querido...assista...vale a pena, te dou minha palavra.hehehe

    Cristiano, para mim o filme tem apelo filosófico e sociológico... sou muito cética com o tema auto- ajuda... acho que é um pouco de preconceito, mesmo...na minha visão se tivesse receita não haveria tantos conflitos para resolvermos em nossas mentes...

    Agora, quando passamos a conhecer alguns conceitos e tentamos compreendê-los, acredito que estamos criando os nossos próprios...

    ResponderExcluir
  4. Assisti e gostei....talvez porque tenha ficado mais atento ao conteúdo, por causa da sua postagem.... eu tbm indicarei...

    Beijo e boa semana garota...

    ResponderExcluir
  5. O dia que estiver sã eu assistirei tbm. kkkkkkk

    ResponderExcluir

Reflete aí comigo vai...